Quais são as diferenças entre Inteligência e Emoção - Como eu posso ajudar meus filhos?

O que você sabe sobre Inteligência Social e Inteligência Emocional?

Muitas pessoas confundem a Inteligência Social com a Inteligência Emocional.


Qual a diferença entre elas?


Quando pensamos em ter filhos, fazemos muitos planos. Desde como vai ser a carinha do bebê até a sua personalidade para escolher a sua profissão. Nesse momento e com o crescimento no dia a dia, com o passar dos anos algumas situações vão mudando, como a necessidade de cuidar, de educa-los, de protege-los e o nosso próprio relacionamento com eles também.


Saiba quais são as diferenças entre Inteligência e Emoção por Coach Claudia Cardillo

Somos seres emocionais


Além do nosso planejamento em aumentar a família, somos feitos de emoção. Somos seres emocionais e os nossos filhos também. Tudo muda em torno de nós com a gravidez, a casa, os espaços, a decoração. Eles chegam, alegram e preenchem as nossas vidas com muito amor e preocupações com o futuro.


Com a ida para a escola, aumentam as preocupações. As crianças começam a mudar, a amadurecer, a olhar fora da nossa casinha, do nosso mundinho e a firmar as suas vontades e desejos. É na escola que começam a aparecer as novas situações de amizade, de novos relacionamentos, mas também os conflitos, as dificuldades e a pressão dos próprios amigos.


Como olhar de frente essas situações?


É nessa hora em que os diálogos emocionais, as negociações começam a se formar, com pesos e medidas. Com o estímulo adequado, damos os primeiros passos no desenvolvimento da inteligência emocional e social. Eu preciso ensinar e formar meus filhos criando estratégias para enfrentarem de frente um mundo lá fora, competitivo.


Como eu posso ajudar meus filhos?


Vamos lá ao seu passado, mexer em suas lembranças para relembrar a sua adolescência. Respire e pense com calma. Acolha essas imagens e sentimentos dentro de você. Qual era o seu tipo de personalidade? Tinha atitudes mais racionais ou emocionais? Você era falante, desinibida conversadora ou era tímida? Era do tipo social, participava dos grupos de amigos e times esportivos da escola? Gostava de tocar algum instrumento?


Trazendo essas lembranças para o presente, podemos ter uma ideia de como nossos filhos se sentem perante as situações desafiadoras do dia a dia e assim podemos ajuda-los mais facilmente.


Sobre a Inteligência Emocional - A Habilidade de gerenciar os outros " Eus "


Imaginava-se que a inteligência estava relacionada aos cientistas, às pessoas geniosas e ao mundo acadêmico e por isso a necessidade de se mensurar com a medida pelo teste de QI, o quociente de inteligência, embora hoje já saibamos que está ligada às várias capacidades humanas, também conhecida como Soft Skills nas busca de Líderes pelas empresas contratantes.

A Inteligência Emocional, ou quociente emocional (QE) pode ser definida como a capacidade que uma pessoa tem para identificar, avaliar, controlar e expressar melhor as emoções, compreender e ter empatia. Normalmente essas características aparecem mais nas pessoas com EQ alto como nos líderes, nas pessoas que sabem trabalhar em equipe e em pessoas que trabalham melhor sozinhas.


As Soft Skills são empatia, auto-confiança, auto-controle emocional, diplomacia e tato no lidar com as pessoas, sensibilidade pessoal para gestão de relacionamentos.

E ainda criatividade, pró-atividade, espírito empreender e inovador, saber gerir a carreira para inspirar, influenciar, tomar decisões sob pressão, de fazer escolhas assertivas e sensatas.


Livro O Poder da Inteligência Emocional - Daniel Goleman

O Poder da Inteligência Emocional Neste livro de Daniel Goleman fala sobre liderança. Discute quais as características de um líder e a obtenção de resultados através da influência desta posição.


Além disso aprofunda-se num novo conceito: o de liderança primária.

Para o autor, a função básica dos líderes consiste em imprimir em seus liderados um sentimento positivo.

Isso acontece quando o líder cria ressonância - um reservatório de positividade que liberta o melhor que há em cada um.





Inteligências Múltiplas e os 9 tipos de Inteligência Emocional


Em meu artigo anterior, Entenda o que são Inteligencias Múltiplas, e os 9 tipos de Inteligência Emocional, eu comento que Howard Gardner, formulou a famosa Teoria das Inteligências Múltiplas, para quebrar o paradigma de uma única inteligência, com a capacidade de organizar pensamentos e coordená-los com ações.

Ele é um cientista norte-americano, neurologista e psicólogo cognitivo e educacional, professor da Universidade de Harvard e da Universidade de Boston.

Gardner, refutou o teste de Quociente de Inteligência, o famoso QI - Quociente de Inteligência.

Criado no começo do século, esse teste ainda é validado em muitas instituições. Para Gardner, o teste de QI falha porque avalia apenas um parâmetro – o raciocínio lógico. Ele propõe em seus estudos que todos nós temos, pelo menos nove tipos de inteligência ou habilidades cognitivas.


As 9 inteligências são semi-autônomas, mas funcionam como uma equipe (integrada) dentro da mente do indivíduo. São elas - naturalista, musical, lógico matemática, existencial, interpessoal, corporal, linguística ou verbal, intrapessoal e espacial, assim as emoções têm um papel fundamental no desenvolvimento da educação de nossos filhos, de nossas vidas, influenciando o sucesso pessoal, profissional e social.


Leia também o artigo, Entenda o que são Inteligencias Múltiplas, e os 9 tipos de Inteligência Emocional

por Coach Claudia Cardillo


Sobre a Inteligência Social - A habilidade de se relacionar bem com as pessoas, com o "nós"


Sabendo que cada pessoa tem um tipo de personalidade diferente, e conhecendo os conceitos na prática da Inteligência Emocional, a Inteligência Social pode nos ajudar a compreender e entender o outro. É um norte para sabermos como agir e como nos relacionar bem com os diversos tipos de pessoas seus estados emocionais, comportamentos e reações, tanto positivas quanto negativas, pois quando melhoramos a nossa capacidade e habilidade de nos relacionarmos, melhoramos a aceitação do outro e a nossa qualidade de vida.


Com o tempo, os nossos filhos crescem, se formam e começam a trabalhar. A Inteligência Social vai ajuda-los a sobreviver no mercado corporativo, a trabalhar cooperativamente em pares, em equipes para saber lidar com os mais diversos tipos de pessoas, de oportunidades, de cultura e ter sucesso mais facilmente na carreira.


Livro Inteligência Social: A Nova Ciência das relações humanas - Daniel Goleman

No livro Inteligência Social: A Nova Ciência das relações humanas , Daniel Goleman, surge com mais um trabalho de repercussão mundial.

Nele, Goleman defende um novo modelo de inteligência baseado no emergente campo da neurociência social. Afirmando que a nossa interação social é capaz de moldar tanto nosso comportamento como o funcionamento do nosso organismo, o autor apresenta o conceito de Inteligência Social. Mostrando o poder da interação social na influência do humor e da química cerebral, o autor examina o quanto uma ofensa ou uma experiência social desagradável podem ser prejudiciais, e revela os efeitos positivos de substâncias neuroquímicas que são liberadas em situações que envolvem amor e cuidados.

O livro traz uma nova perspectiva sobre nossas relações sociais, mostrando que nossas mentes estão conectadas por valores como altruísmo, compaixão, preocupação e compreensão, e desenvolvemos a inteligência social para estimular essas 'habilidades' em nós mesmos e nos outros.


Quociente de inteligência - QI


O Quociente de inteligência - QI, é uma pontuação que é obtida pelo resultado de vários testes padronizados projetados para avaliar a inteligência de um indivíduo, calculando a forma como uma pessoa resolve um conjunto de questões.

O QI é usado para determinar habilidades acadêmicas e identificar indivíduos com inteligência ou desafios mentais.


A origem do QI - Quociente de inteligência


Em Paris por volta de 1900, o psicólogo francês Alfred Binet criou o primeiro teste de inteligência capaz de avaliar a idade mental de uma criança ou um jovem e se obteria sucesso nas séries primárias das escolas parisienses.


Em 1914, três anos após a morte de Binet, o alemão William Stern propôs a fórmula de divisão da idade mental da criança pela cronológica. O resultado seria o quociente de inteligência, o QI que conhecemos. Mais tarde, essa fórmula foi revisada por Lewis Terman, da Universidade Stanford, que multiplicou o resultado por 100, dando origem ao teste de inteligência Stanford-Binet, um dos mais usados por 50 anos.


Quer saber como posso te ajudar? Faça Coaching, viva, seja e desperte em você o seu Melhor!


O que eu posso fazer por você hoje, que vai transformar sua vida amanhã?


Claudia Cardillo



Fontes:

Livro Inteligência Social: A Nova Ciência das relações humanas , Daniel Goleman

Livro O Poder da Inteligência Emocional, Daniel Goleman

Livraria Saraiva Wikipédia Revista Planeta - N° Edição: 458 Texto: Maíra Lie Chao

Revista Superinteressante



Claudia Cardillo é Especialista em Marketing e Branding de Empreendedorismo, Assessoria de Estilo, Marketing Pessoal e Dress Code, com experiência de mais de 25 anos nas áreas de Marketing, Vendas e Captação de Patrocínio.


Realiza Mentoria, Coaching, Consultoria e treinamento para Desenvolvimento Pessoal e Profissional. É Coach de Carreira, Coach de Estilo & Assessoria de Imagem Corporativa em que ajuda Mulheres Empreendedoras a terem sucesso e alavancarem suas carreiras e imagem pessoal com cursos de Estilo corporativo, Marketing Pessoal, Profissional e Dress Code. É Apresentadora do Programa Semanal de Empreendedorismo – Empreenda-se do Portal Meta Mulheres Empreendedoras.

É Palestrante de temas diretamente ligados às competências essenciais de todo profissional, como: liderança, motivação e autoestima, qualidade, inovação e criatividade, técnicas de negociação, administração de conflitos, autogestão, desenvolvimento pessoal e profissional, treinamento em assessoria de imagem, marketing pessoal, marketing, liderança e vendas desenvolvimento de equipes para resultados e mudanças organizacionais e desenvolve TREINAMENTOS CUSTOMIZADOS para diferentes culturas organizacionais.


É Life Coach, Reiki Master, e Idealizadora e Fundadora do Portal Conexão do Ser – o Equilíbrio entre Corpo, Mente e Espírito em Evolução em que ajuda pessoas com seu Programa Claudia Cardillo, responde em vídeos e artigos sobre autoconhecimento Life Coaching e Spiritual Coaching, desde 2016.

É Graduada em Música e Relações Internacionais, Coach e Mestre em Reiki. Faz diversos cursos em suas áreas, pois acredita que o ser humano vive em eterno aprendizado.

Também dedica seu tempo em trabalhos voluntários de Reiki, Saúde & Bem Estar e autoconhecimento. Antes de se dedicar exclusivamente às atividades profissionais atuais, trabalhou no mundo corporativo, em empresas multinacionais e agências de publicidade e comunicação.


Especializações: Personal & Professional Coaching, Life Coaching, Carrer Coaching, Treinamentos de Alta Performance para Departamento de Vendas , Equipes e Líderes, Cursos Vivenciais de Desenvolvimento Profissional, Cursos de Autoconhecimento, e Palestras Profissionais.

Para saber mais sobre essa profissional e como ela pode te ajudar, clique aqui Para entrar em contato, envie um email claudia.cardillo@outlook.com.br

#Coaching #CoachClaudiaCardillo #InteligênciaVisualEspacial #InteligênciaMusical #InteligênciaVerbal #InteligênciaLógicaMatemática #InteligênciaInterpessoalSocial #InteligênciaIntrapessoalEmocional #InteligênciaCorporalCinestésica #InteligênciaNaturalista #InteligênciaExistencialista #HowardGardner #DanielGoleman #Quocientedeinteligência #QI #QuocienteEmocional #QE #Cérebro #Inteligência #Emoção #Líder #Líderes #InteligênciasMultiplas #OPoderdaInteligênciaEmocional #InteligênciaSocialANovaCiênciadasrelaçõesh

Posts Em Destaque